Segurança em Nuvem: Fatos e Mitos sobre o assunto

Com a crescente coleta de dados da Indústria 4.0, e conexão de diversos sistemas de forma online, tem crescido também a necessidade de proteger tudo isso de forma efetiva. Nesse sentido surge o termo segurança em nuvem. A segurança em nuvem é na verdade parte de um dos pilares da indústria 4.0 chamado cloud computing.

Justamente por toda essa revolução que está acontecendo nas indústrias ao redor do mundo, é preciso prestar atenção na segurança envolvida. Afinal, os dados são hoje ativos essenciais para qualquer empresa e sua proteção deve ser prioridade.

A partir de toda essa movimentação, diversas soluções de segurança em nuvem surgem, e muitas dúvidas também. Afinal, é seguro armazenar meus dados em uma nuvem ao invés de um servidor físico?

Além disso, questionamentos como “quais são os riscos envolvidos?”, “quanto custa fazer tudo isso?”, entre outros, são muito comuns.

Pensando nisso, e para auxiliar você a garantir a proteção dos dados e segurança em nuvem na sua indústria, explicaremos algumas informações importantes sobre o assunto neste artigo.

Introdução ao conceito de Segurança na Nuvem

Mas antes de explicar o conceito de segurança na nuvem, é preciso entender o que é Cloud Computing. Esta é uma tecnologia que utiliza a conectividade em grande escala da internet para armazenar os mais variados recursos.

Em linhas gerais, no contexto da Indústria 4.0, vemos uma preocupação muito grande em inovar e estar sempre com a tecnologia de ponta dentro da indústria. Contudo, garantir um armazenamento seguro de todos estes dados é muito importante também.

Dessa forma, a grande vantagem da computação em nuvem é permitir o acesso remoto às informações. Assim, indústrias se tornam mais ágeis e estratégicas, sem barreiras físicas para acesso das informações.

Como garantir a segurança em nuvem?

Depois de entender melhor o conceito de Cloud Computing, a primeira dúvida que surge é como proteger as informações.

Como esta é uma realidade nova para as indústrias, muitos mitos ainda existem e vamos esclarecê-los na sequência.

De maneira geral, a fim de proporcionar segurança em nuvem, empresas devem criar barreiras para o acesso aos dados. Isso pode acontecer através de senhas, criptografia de informações, realização de backups constantes, entre outros.

Importância de garantir Segurança na Nuvem

Como você já percebeu, há uma forma completamente nova de pensar sobre os dados na indústria 4.0. Por causa da utilização do Cloud Computing, é essencial proteger estes dados de ameaças.

Ao mesmo tempo que as empresas se preocupam com a segurança na nuvem, hackers e vírus se desenvolvem também. Por isso, é crucial o investimento em soluções de qualidade para a segurança em nuvem.

Nesse sentido, mesmo que as ameaças pareçam distantes, a verdade é que ciberataques acontecem com muito mais frequência do que imaginamos.

Possíveis ameaças da Computação na Nuvem

Para que você entenda as ameaças que existem, vamos citar as principais aqui. Contudo, saiba que mesmo que existam ameaças à computação na nuvem, a sua utilização é inevitável hoje em dia. 

Assim, empresas que atrasam a migração para armazenamento de dados na nuvem por medo dos riscos, acabam se prejudicando em diversos outros pontos. Os principais são relacionados à produtividade, melhoria de processos e agilidade nas operações.

Perda ou vazamento de dados

Como já mencionamos acima, esta é uma das grandes ameaças que existem. Afinal, dados importantes, e muitas vezes confidenciais, são armazenados pelas empresas. Alguns exemplos são dados de cartão de crédito, endereço, número de telefone, entre outros. A fim de se manter uma empresa confiável com os clientes, é preciso garantir a segurança em nuvem.

Roubo de conta

A segunda ameaça é um hacker roubar as contas dos usuários. Seja uma conta de e-mail, acesso ao sistema da empresa, ou qualquer outra. Com esse tipo de ataque, o intruso pode manipular transações e até parar um processo produtivo, por exemplo.

Falta de informações contratuais

Ao contratar um serviço de segurança em nuvem, é preciso garantir todos os direitos e deveres de todas as partes em contrato. E colocamos este ponto como um ameaça pois pode parecer um detalhe, mas garantir a segurança em nuvem envolve muitos pontos pequenos também.

5 Mitos sobre segurança em nuvem

É natural que uma nova tecnologia desperte dúvidas nas pessoas. E como consequência, mitos começam a surgir também. Nesse sentido, vamos abordar 5 mitos sobre segurança em nuvem, para solucionar as maiores dúvidas sobre o assunto.

1. A nuvem não é segura

Este é provavelmente o maior mito que existe com relação à segurança em nuvem. Isso acontece por um motivo principal: pessoas que não estão diretamente relacionadas com o mundo virtual, tendem a acreditar que dados armazenados em um local não físico são inseguros.

Contudo, o fato aqui é exatamente o oposto. Assim, o grande segredo para garantir a segurança em nuvem é definir acesso restrito a informações, e constante monitoramento de todos os processos. Além disso, o armazenamento físico acaba sendo vulnerável a desastres naturais. 

Nesse sentido, com a Indústria 4.0, a segurança em nuvem tem sido foco de desenvolvimento de tecnologia. E por estes motivos é sim possível confiar em computação na nuvem.

2. A nuvem é um alvo mais fácil para ataques

O segundo mito é que dados “disponíveis” na nuvem se tornam alvos mais fáceis para ataques. Na verdade, quando uma empresa perde o controle direto pelos seus próprios dados, essa desconfiança ganha força.

Entretanto, o que acontece é que contratando uma empresa terceira para realizar essa proteção, existem ainda mais garantias que os dados estarão seguros. E é aí que se mostra a necessidade de contratar serviços qualificados, empresas sérias e que realmente se comprometem com o trabalho que oferecem. 

Afinal, de nada adianta pagar por um sistema barato que possui poucas camadas de proteção para os dados. O ideal é pesquisar e encontrar uma solução que caiba no orçamento, mas que também tenha alta qualidade.

3. Depois de migrar os dados para a nuvem o esforço acaba

Sentimos informar que este é outro grande mito quando falamos de segurança em nuvem. Na vida real, as empresas precisam estar sempre em movimento para se manter competitivas no mercado. Pois o mesmo acontece com a segurança em nuvem. Afinal, é preciso manter as barreiras em constante melhoria.

Somente assim é possível lutar contra as ameaças que surgem e evoluem a todo tempo. Portanto, o ideal é que além de realizar a migração e criar as defesas para os dados, toda a cultura da empresa precisa estar de acordo com esta nova realidade.

4. Tudo está exposto na Internet

Com a falsa impressão de que a vida na internet se resume às fotos compartilhadas nas redes sociais, este mito ganha força e as pessoas passam a ter medo de confiar nas redes.

Na verdade, as empresas precisam entender que seus dados não estão à disposição para acesso de qualquer pessoa. Assim como o seu e-mail precisa de uma senha específica para ser acessado, o mesmo acontece com os bancos de dados.

Por isso, a definição de restrição de acesso à informações confidenciais é bastante importante. Dessa forma, com um desenho claro de quem pode acessar e compartilhar cada informação, a segurança em nuvem é reforçada. 

5. É preciso contratar um time de especialistas em Segurança em Nuvem

E para finalizar os 5 principais mitos relacionados à segurança em nuvem, temos a falsa ideia de que é preciso contar com os melhores especialistas do mercado dentro da empresa.

Pelo contrário, ao contratar um serviço de computação e segurança em nuvem, você estará contratando também o trabalho destes especialistas.

Por isso, este é um grande mito que não deve ser um problema no momento de migrar o armazenamento de dados para a nuvem.

Conclusão

Neste artigo buscamos exemplificar e descomplicar os conceitos envolvidos em computação na nuvem. Desde o entendimento de questões simples como a real importância da segurança em nuvem, até a compreensão das ameaças que podem acontecer.

De fato a computação em nuvem ainda gera muitas dúvidas e com isso mitos surgem, porém ao estudar sobre o assunto você passa a entender que a migração se torna inevitável e é na verdade segura.

Se você já utiliza algum tipo de compartilhamento de dados pela nuvem, ou tem políticas de segurança em nuvem, compartilhe suas experiências nos comentários.

Adicionar comentário